A importância do uso de repelentes como medida de prevenção ao surto de microcefalia

Escrito por

Estrutura química exclusiva similar a um aminoácido do corpo humano confere ao IR3535 melhor tolerabilidade para bebês, idosos, gestantes e pessoas com pele sensível

A prevenção ainda é a melhor forma de controlar o Aedes Aegypit, mosquito transmissor do Zika vírus, suspeito de causar o recente surto de microcefalia no País. Para isso, além de tomar medidas simples para evitar a proliferação da larva, o uso contínuo de repelente foi reconhecido pelo Ministério da Saúde como uma arma importante para se proteger contra a picada do mosquito transmissor. Porém, a grande maioria das pessoas não sabe como funciona esse aliado.

No Brasil, existem diversas substâncias que são usadas como princípios-ativos para formular um repelente, entre elas o IR3535 – presente nos rótulos das loções repelentes como Ethyl Butylacetylaminopropionate, encontrada em diversas marcas (inclusive no principal repelente infantil disponível no mercado). A substância tem o melhor perfil de segurança entre os repelentes e é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para repelir o Aedes Aegypti.

O mosquito é atraído pelos odores transmitidos pelo corpo humano na transpiração. Por meio de suas antenas ele capta esses cheiros, que o levam até os indivíduos. Os repelentes, por sua vez, agem formando uma espécie de nuvem de substâncias não tóxicas ao redor da pele e quando o inseto se aproxima suas antenas são impregnadas por essas moléculas, entupindo seus microscópicos poros e impedindo que ele perceba os odores.

Embora o alerta principal seja para a proteção das grávidas, os pequenos estão especialmente expostos porque usam roupas leves que deixam a maior parte do corpo desprotegida, além de ser uma época propícia para brincadeiras ao ar livre. Por isso, o cuidado com eles deve ser redobrado, com o uso de repelente adequando. Existem formulações específicas para as crianças, porém, devido ao perfil de alta segurança quanto à toxicidade, o IR3535 é o único indicado para o uso a partir de 6 meses, tendo a mesma eficácia em pessoas de todas as idades, inclusive gestantes.

“A segurança do IR3535 se deve ao fato de possuir estrutura química exclusiva, semelhante à beta-alanina, um aminoácido encontrado no corpo humano. Por esse motivo, esse princípio-ativo é classificado como biopesticida, muito bem tolerado por bebês, idosos e pessoas com pele sensível, enquanto outros repelentes são classificados como pesticidas,” explica a Farmacêutica-bioquímica da Merck, Thalita Cristina Estima de Jesus. “Além disso, o IR3535 não tem restrições a quantidade de aplicações diárias, enquanto as demais opções podem ter limite máximo diário devido ao risco de neurotoxicidade.”

Como usar o repelente:

Apenas as áreas expostas do corpo devem receber o repelente. O produto deve ser reaplicado conforme a indicação de cada fabricante e em caso de suor excessivo ou contato com água. Porém, é importante atentar para o limite de aplicações diária de cada produto.

Apenas o IR3535 não possui restrição de aplicações diárias e pode ser usado em crianças a partir dos 6 meses.

Existem repelentes específicos recomendados para as crianças, com formulações menos tóxicas.

O tempo de ação varia de acordo com a concentração de princípio ativo na fórmula.

Os bebês com menos de 6 meses devem ser protegidos com roupas adequadas e frescas, e proteção na casa e no berço. As mães devem ter cuidado redobrado para evitar que os mosquitos entrem em casa.

Nenhum repelente é 100% eficaz, e, sendo assim, todas as medidas acima, bem como as que são apresentadas regularmente pelo Ministério da Saúde, devem ser seguidas.

Elaine Lewis – In Press Ass. De Imp. E Promoções Ltda elaine.lewis@inpresspni.com.br

 

“Quebrar o comércio de Porto Belo não é culpa de Bombinhas”, diz Prefeito de Bombinhas

O fechamento de comércios em porto belo não é problema da Prefeitura de Bombinhas!,  Assim deixou entender o Prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique, ao responder, através do jornal “Notícia do…

Escola Tiradentes em Porto Belo tem constante falta de professores no período noturno

Recebemos essa informação de aluno da Escola Tiradentes: a respeito da Escola Tiradentes para alertar os pais do que anda acontecendo durante o ensino noturno… É triste pra mim como…

Mãe com criança pequena pega ônibus sem a devida orientação e percorre 40 minutos a mais

No dia 26 de outubro eu peguei o ônibus [da Praiana] lá na rodoviária de Porto Belo as 10:30 h da noite e eles não avisaram que iam fazer o…

Cobrar a TPA na saída de Bombinhas aliviaria o trânsito em Porto Belo

Em janeiro de 2018, publicamos esse vídeo deixando claro, não só a cobrança da TPA, como também a forma de recebimento, com pessoas parando os carros no meio da avenida,…

Comércio de Porto Belo pede extensão do tempo de cobrança da TPA de 24 para 72 horas

Comerciantes de Porto Belo cobram um posicionamento do Prefeito Paulo Henrique de Bombinhas sobre oficio entregue referente a extensão do tempo de cobrança da TPA de 24 horas para 72…

Prefeitura responde sobre o gasto com divulgação dos resultados do campeonato de futebol no Vip Social

Vocês se lembram desse post na Página Cidadão Porto Belo? Questionando o pagamento de R$ 3.600,00, em Julho de 2017, pela Prefeitura de Porto Belo à Vip Social Comunicação e…

Moradora cuidou da frente da casa por 20 anos, agora a Prefeitura estragou tudo

Esta é a foto da frente da minha casa, que durante 20 anos esteve sempre com a grama cortada e limpa, um mês atrás preparamos as coisas para o natal,…

“Quero ser gari”, diz criança que residiu em Porto Belo

Se perguntarem a muitos pais o que desejam para o futuro do seu filho, logo vem a mente as profissões clássicas: professor, médico, dentista, engenheiro, entre outros. Os pais de…

FECAM promove Seminário de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente em Porto Belo

Para fortalecer e ampliar o diálogo entre as diversas instituições que compõem o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente a Federação Catarinense de Municípios – FECAM…

GOR e FAMAP resgatam cão em situação de maus tratos

Na última quarta-feira (31) o Grupo de operações e resgate – GOR e a Fundação municipal do meio ambiente – FAMAP através pedido do Ministério público de Santa Catarina –…

Comentários

Artigos da Categoria:
Saúde

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *