Prefeitura de Porto Belo contrata Energiluz para serviços de Iluminação Pública

Escrito por

Através dos recursos pagos pelos Cidadãos, Prefeitura de Porto Belo contrata a empresa Eletro Comercial Energiluz LTDA  de São José, SC, pelo período de 1 ano, ao valor de R$ 573.569,87 para “serviços de manutenção em redes de iluminação pública, melhoria, ampliação, eficiência, geração de energia, eventos, software de gerenciamento de manutenção via web, tele atendimento de solicitações de manutenção e fornecimento de materiais do sistema de iluminação pública, no município de Porto Belo, na área de responsabilidade da agencia regional da Celesc-D, obedecido o rigor técnico exigido para os trabalhos desta natureza”. A licitação foi realizada com o tipo Registro de Preços. O contrato iniciou em 31 de julho deste ano. Como está a iluminação pública no seu bairro? Whatsapp da empresa (48) 99177-7172.

Conforme objeto dito no processo de licitação

O sistema de iluminação pública no município de Porto Belo, no que tange a iluminação do sistema viário, está, em sua maior parte, instalado nas estruturas das redes aéreas de distribuição de energia elétrica, da Celesc e adota luminárias abertas ou fechadas, conforme padrão Celesc. Porém, estruturas específicas para iluminação pública, alimentadas por circuitos aéreos ou subterrâneos e com luminárias especiais são encontradas em praças e avenidas.

A maioria dos circuitos tem comando em grupo, através de chaves magnéticas equipadas com relés fotoelétricos e as demais unidades são comandadas por relés fotoelétricos individuais.

MANUTENÇÃO DO SISTEMA

Os Serviços de Manutenção do sistema englobam todas as atividades e cuidados técnicos necessários para assegurar o funcionamento regular e permanente do sistema de iluminação pública, a correção de não conformidades detectadas, a substituição ou reparo nos equipamentos e acessórios, o atendimento a solicitações para substituição de lâmpadas apagadas e a triagem e recuperação dos materiais retirados da rede e o descarte dos inservíveis.

A contratada deverá disponibilizar em forma de hora, uma equipe completa de manutenção do sistema de iluminação pública, para atender a reclamações de lâmpadas apagadas ou acesas dos munícipes ou da administração. Esta equipe deverá trabalhar durante 8  horas.

PRAZOS PARA SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO

Os seguintes prazos deverão ser rigorosamente observados pela Contratada:
– 96 horas para atendimento a reclamações de lâmpadas apagadas ou acesas.

INDICADOR DE DESEMPENHO OPERACIONAL E DA MANUTENÇÃO.

O desempenho operacional do sistema de iluminação pública, bem como o desempenho dos serviços de manutenção será aferido, mensalmente, através da apuração do ÍNDICE DE LUMINÁRIAS COM DEFICIÊNCIA. Este índice consiste no percentual de lâmpadas apagadas encontradas em uma amostragem de 200 luminárias. A amostragem será definida em cada oportunidade de aferição entre a Contratada e a Fiscalização do Município e englobará bairros diferentes.

Se o Índice de Luminárias com Deficiência superar 5%, será aplicada multa conforme estipulado adiante.

ESTRUTURA DE PESSOAL E EQUIPAMENTOS PARA MANUTENÇÃO NORMAL DA IP.

Para assegurar a normalidade operacional do sistema e a qualidade do serviço de iluminação pública desejada pelo Município, a Contratada deverá dispor, no mínimo, da seguinte estrutura:

– Imóvel com instalações capazes de comportar escritórios e almoxarifado e espaço para guarda de dois veículos.

O escritório deverá estar equipado com computador e telefone convencional, para o qual os munícipes poderão ligar para fazer suas solicitações ou reclamações.

– 1 Engenheiro eletricista
– 1 Gerente técnico do contrato com formação mínima em eletrotécnica.
– 1 Almoxarife
– 1 Auxiliar Administrativo
– 1 Veículo leve.
– 1 Veículo utilitário, com capacidade para 1 tonelada, equipado com escada giratória ou cesta com sistema hidráulico que permita a execução de serviços em alturas de até 10 metros, farol regulável instalado sobre a cabine e caixas para depósito de materiais e equipamentos.

– 2 profissionais eletricistas com curso e NR 10.
– Caminhão com lança hidráulica que alcance ate 20 metros, equipada com cesto, para manutenções em luminárias com alturas maiores que 10 metros. Este veículo não precisara ser de propriedade da contratada, nem ficar o tempo todo disponível para a PMG, podendo a contratada contratar em forma de aluguel e ser chamado apenas quando necessário.

Os empregados, ao prestar serviços em campo deverão dispor de uniforme, identificação e equipamentos de proteção individual alem de possuir caixa com as ferramentas necessárias à perfeita execução dos serviços, equipamentos de proteção coletiva e telefone móvel.

A contratada disponibilizará local, com energia elétrica, telefone e conexão com internet, para atendente a ser disponibilizado pela contratada, de segunda à sexta-feira, em dias úteis, para recebimento de solicitações de manutenção de iluminação pública efetuada pelos munícipes. A contratada deverá disponibilizar computador, impressora, e material de expediente.

É importante observar que as exigências deste item se tratam do MÍNIMO EXIGIDO PARA PRESTAR OS SERVIÇOS. Entretanto a responsabilidade por atingir os índices exigidos nesta licitação será do contratado. Este deverá, portanto, e segundo sua experiência, colocar tantas equipes quantas forem necessárias para atingir os índices e prazos exigidos nos itens E F deste termo de referência.

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE MANUTENÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA VIA WEB –

Deverá ser fornecido a implantação e operação de software especializado para supervisão, controle e planejamento do serviço de manutenção no parque de iluminação pública, com disponibilização de informações, via internet para o município.

TELE ATENDIMENTO DE SOLICITAÇÃO DE MANUTENÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Deverá ser disponibilizado, em forma de hora a ser contratada a contar da data da Ordem de Serviço, um sistema de atendimento ao cidadão, para recebimento de solicitações e informações através de linha telefônica.

Para cada solicitação, via telefone, deverão ser feitos os seguintes registros:
a) Número do protocolo;
b) Data e hora da ligação;
c) Identificação do Solicitante: Nome completo, endereço (rua, número, casa/apto, bairro), e telefone;
d) Referência: deverá existir campo para anotação de referências que facilitem a localização pelas equipes de
campo.
e) Tipo de Defeito Aparente: Um campo para defeitos usuais, com códigos, e outro para observações
informadas pelo solicitante, que possam antecipar providências visando à agilidade na solução do problema.

Deverá ser possível à Administração Municipal acessar os registros das solicitações de manutenção a partir de qualquer computador que tenha acesso à internet, desde que o usuário possua permissão para isso.

A Contratante ficará encarregada de fazer a divulgação do número do telefone e site de atendimento nos meios de comunicação e através de folhetos a serem distribuídos nas unidades de atendimento ao público do Município.

MATERIAIS DE MANUTENÇÃO

O suprimento de materiais para reposição no sistema de iluminação pública é de responsabilidade da contratada, que deverá manter estoque de materiais em quantidade adequada para assegurar o pronto restabelecimento do sistema e a continuidade dos serviços de manutenção. Por estoque adequado fica estabelecido que se entenda a quantidade de material gasta em um mês mais a quantidade de materiais consumida durante o período de reposição do estoque.

Este estoque deverá estar disponível no município, e abrigado em contêiner, para suprir a demanda da equipe de manutenção.

SERVIÇOS RELATIVOS À MELHORIA E AMPLIAÇÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA, BEM COMO DA FORMA DE MEDIÇÃO DOS MESMOS

A melhoria de iluminação pública, engloba os serviços de obras civis e montagens elétricas para substituição, reforma, modernização e/ou eficientização de pontos de IP existentes, com intuito de alcançar os seguintes resultados:
– melhoria da iluminação;
– estética dos equipamentos;
– diminuição do consumo de energia.

Nos serviços de melhoria e ampliação estão inseridos:
– Extensão de rede de iluminação pública;
– Iluminação decorativa de praças e áreas de lazer;
– Micro geração solar e eólico para iluminação publica;
– Substituição de luminárias existentes por luminárias de alto rendimento, integrada ou LED

No caso de abalroamento de postes ou danos causados ao sistema de iluminação pública por
terceiros (p.ex. roubo de condutores, vandalismo, sinistros e demais danos causados por terceiros), a Contratada deverá registrar a ocorrência junto à Delegacia de Polícia do Município e posteriormente elaborar relatório incluindo a relação de materiais e serviços necessários para recuperação do sistema e submete-lo à aprovação da fiscalização. Nesses casos os serviços e materiais para recomposição do sistema serão pagos pelos preços da proposta da Contratada. Estes serviços deverão ser executados por profissionais, veículos e equipamentos independentes das turmas de manutenção, de modo a não comprometer os serviços rotineiros de manutenção.

MICROGERAÇÃO SOLOCAR EÓLICA

Dentre as atividades de modernização, está a implantação de um sistema de microgeração de energia elétrica, pioneiro na utilização em sistemas de iluminação pública.

Este sistema de microgeração consistirá na implantação de um sistema de geração fotovoltaico.

A resolução normativa 482/2012, da ANEEL, estabelece as condições gerais para acesso de microgeração e minigeração distribuídas aos sistemas de distribuição de energia elétrica e o sistema de compensação de energia elétrica. Esta mesma resolução faz as seguintes definições:
• MICROGERAÇÃO: central geradora com potência < ou = a 100 kW
• MINIGERAÇÃO: central geradora com potência > de 100 kW mas < de 1 MW
• COMPENSAÇÃO: sistema no qual a energia ativa injetada é cedida à distribuidora local e posteriormente compensada até 36 meses com o consumo de energia elétrica ativa dessa mesma unidade consumidora ou ser compensada em outra unidade de mesma titularidade (CPF ou CNPJ) da mesma distribuidora.

Visando a eficiência energética e um alto nível de sustentabilidade, o Município de Porto Belo pretende implantar um sistema visando à alimentação de uma pequena parte do seu parque de iluminação pública, como por exemplo, uma praça ou outro espaço público atendido pela iluminação pública.

Como dimensionamento básico para esta implantação, seguem algumas diretrizes e dimensionamentos a serem considerados:

A partir da radiação solar incidente no local, conforme http://maps.nrel.gov/SWERA podemos considerar os seguintes valores:

  • Tarifa Estimativa Celesc (R$/kWh): 0,52
  • Capacidade instalada dos Sistemas (W): 2500
  • Annual Avg GHI (kWh/m sq. per day): 4,90
  • Geração Anual estimativa do Sistema (kWh): 8.950
  • Toneladas de CO2 evitadas em 25 anos em (T): 8
  • Custo atual nivelado de Energia (LCOE) junto à Celesc: 0,40 R$ / kWh
  • Custo nivelado de Energia (LCOE) Fotovoltaica fixa para 25 anos: 0,21 R$ / kWh

O sistema fotovoltaico deverá atender às normativas da ABNT e exigências da Concessionária de Energia Elétrica.

Abaixo, segue exemplo dos componentes do sistema fotovoltaico:
– O módulo fotovoltaico deverá gerar energia em corrente contínua. Será certificado pelo INMETRO com classificação “A”.
– A garantia do módulo fotovoltaico deverá ser de 10 anos contra defeitos de fabricação.

Os serviços indicados são exemplificativos e não limitam a atuação da contratada, mas fazem parte da execução global de eficientização e modernização do parque de iluminação pública do Município de Porto Belo.

Para atendimento à demanda de eficientização e modernização parque de iluminação pública, a contratada deverá disponibilizar a seguinte estrutura:

POSTE DE ILUMINAÇÃO AUTONOMO, COM GERAÇÃO SOLAR E EÓLICO

O fornecimento de energia será através dos 2 sistemas de geração solar e eólica, instalados, que por sua vez, alimentará a iluminação a ser instalado, conforme projeto elétrico a ser elaborado, e aprovado pelo Município, nas condições estabelecidas pela Norma NBR 5410.

Todo o trabalho, que terá como produto final, deverá constar em projeto elétrico executivo, conforme descrições constantes nesse projeto básico.

Os trabalhos deverão ser desenvolvidos de acordo com as diretrizes fornecidas pela Prefeitura, projeto arquitetônico e estudos.

Caso ocorram alterações futuras nas instalações da iluminação após execução do projeto, o mesmo deverá passar por uma atualização (As-built), seguindo sempre as normas brasileiras e aprovação do Município.

O Plano de Iluminação contempla o cenário urbano a partir das seguintes diretrizes, previamente estabelecidas no Anteprojeto:

  • Iluminação funcional para os espaços abertos, espaço arborizado, e caminhos.
  • Paisagística para as árvores, palmeiras, assim como elementos especiais selecionados.

Estas diretrizes buscam proporcionar continuidade ao tecido urbano, enfatizando a importância do espaço público, ao mesmo tempo, concedendo ao pedestre uma iluminação leve e funcional, tanto pelo uso de novas luminárias.

Na iluminação aplicada luminárias LEDs, que será aplicada em toda área.

O sistema de geração de energia Solar e Eólica, se fez necessário se caso devido a distância das instalações da rede de distribuição de energia elétrica de baixa tensão da concessionária, bem como, o dificuldade de acesso e a complexidade de uma extensão de rede de baixa tensão para alimentação do sistema de iluminação.

Com isso, optou-se pela implantação deste sistema de geração de energia elétrica autônomo e a utilização de luminárias LEDs, pelo seu baixo consumo de energia devido a limitação no fornecimento da mesma.

Todos os materiais e equipamentos à serem instalados deverão ainda estar de acordo e com as seguintes normas técnicas:
– NBR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão;
– NBR 5419 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas;
– NBR 5101 (NB-429) – Iluminação pública;
– NBR 15129 – Luminárias para iluminação Pública Requisitos;
– NBR 10899 – Conversão Fotovoltaica de Energia Solar;
– NBR 61400 – Turbinas eólicas;

As infra-estruturas das instalações elétricas subterrâneas deverão ser de eletroduto flexível, tipo Kanaduto, em todos os percursos horizontais entre caixa de passagens, e entre caixa de passagem e ponto final de consumo, eletroduto flexível tipo mangueira corrugada.

Já a infra-estrutura da instalação elétrica de descida da torre de geração, deverá ser de eletroduto PVC rígido.

Todos os trajetos e dimensões estão indicados em projeto. O bando de dutos deverão tem a medida mínima de 30 x 30 cm, e recompostos pelo mesmo material retirado em sua abertura, e completado com areia grossa.

Veja o Edital na integra

As informações abaixo são dos valores que serão praticados, em muitas das unidades dependerá da demanda, conforme informações no processo de licitação no Portal da Transparência

 

 

Comentários

Artigos da Categoria:
Contratos

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *