Campanha de financiamento coletivo visa ampliar acesso de pessoas com deficiência a equipamento inovador que facilita comunicação

Escrito por

Acionador para acessibilidade digital, com foco em proporcionar o maior grau de independência ao deficiente físico, ganha campanha no Kickante. Objetivo é baixar os custos de produção e torná-lo economicamente viável a todos os públicos. Veja depoimento de família que teve sua vida modificada pelo dispositivo.

Um dispositivo inovador está ajudando pessoas com deficiência em diversos graus a se comunicar. É o PENSO!, um acionador para acessibilidade digital,com foco em proporcionar o maior grau de independência ao deficiente físico, que ganhou uma campanha de financiamento coletivo no portal Kickante. Acessando a campanha, é possível fazer doações simples, de R$20,00 ou mais, ou adquirir o aparelho (acesse)

Desenvolvido pela Olivas Acessibilidade digital, o dispositivo eletrônicoPENSO!, por meio da pressão exercida em uma bolsa de ar, é capaz de capturar o movimento do deficiente físico e transformá-lo em sinalsonoro e também interagir com o computador de forma simples, simulando o apertar de uma tecla. A diferença entre este e outros dispositivos do mercado é que é totalmente configurável ao usuário, tanto ergonomicamente quanto ao nível de estímulo físico.

 

Isso significa que mesmo uma pessoa com pouquíssimo movimento em seu corpo pode utilizá-lo, pois tendo o formato de uma almofadinha, pode encaixar-se em qualquer parte do corpo em que a pessoa tenha mais mobilidade.

Ainda, como a disposição física pode variar, é possível calibrar o aparelho para receber mais ou menos pressão do movimento do deficiente, uma inovação ao que já existe: se uma pessoa deficiente acorda menos disposta, com os aparelhos rígidos que existem atualmente isso não é possível, já que eles só funcionam com o mesmo nível de pressão.

“Um amigo procurava uma forma de inclusão digital para uma pessoa tetraplégica, após testar muitas alternativas disponíveis no mercado e não ter encontrado nenhuma solução satisfatória para capturar os movimentos da pessoa em questão. Foi então que surgiu o PENSO!”, explica Felipe Bombacini, diretor de projetos da Olivas Acessibilidade Digital.

O equipamento é dividido em 3 partes:

1) BOLSA DE AR: É através dela que os pacientes exercem o movimento que será usado como acionamento.

2) SENSOR SE PRESSÃO: É o componente eletrônico que tem a capacidade de medir a pressão exercida em atuação ou em repouso.

3) DISPOSITIVO ELETRÔNICO: É o equipamento que possibilita entender as informações do sensor de pressão e tomar as atitudes desejadas, como a calibração. A pressão de repouso é medida. E no momento que é colocada a pressão de ativação, é possível entender a variação, que irá caracterizar um estímulo de ação, e a partir disso disparar sons e interação com o computador para as ações desejadas.

Depoimento

A vida de Regina mudou com o uso do PENSO!, como conta sua filha, Anali. Assista ao vídeo:

Penso - aparelho

Mais informações:

Penso - aparelho - 2

Artigos da Categoria:
Bem estar

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *