Cemitério municipal de Porto Belo serve de estacionamento para turistas

Escrito por

A falta de respeito com os cidadãos de Porto Belo está demais!  Essa imagem do cemitério municipal de Porto Belo servindo de estacionamento aos turistas por R$ 15,00 é uma amostra do que estamos passando em todos os espaços de Porto Belo com a falta de fiscalização e desrespeito as leis. A situação se agrava pelo fato que a  prefeitura ainda não murou a nova área adquirida e destinada aos nossos entes queridos.

Portão de cobrança do estacionamento

Atualização 10/02/2016 às 12 h: essa área, conforme relata Lucas Fenoy administrador do Porto dos Piratas, foi locada para servir de estacionamento para os clientes.

Cemitério de Porto Belo

Carros estacionados próximos aos túmulos:

Atualização 10/02/2016 às 12 h: essas fotos é  da área destinada a ampliação do cemitério, com carros estacionados próximos aos túmulos.

Cemitério de Porto Belo - 4 Cemitério de Porto Belo - 5

 

Cemitério de Porto Belo - 3 Cemitério de Porto Belo - 6

Estacionados na nova área do cemitério ainda sem muro, sem proteção

Ao fundo duas pessoas fazendo manutenção num túmulo

Cemitério de Porto Belo - 2

Resposta do administrador do Porto dos Piratas e do estacionamento:

“Da parte do carro estar lá em cima sim eu peço desculpas sem problema algum. E assumo que vou fazer o máximo para que não volte acontecer (…) Realmente os carros que estavam atrás não deveriam estar lá, devido ao grande movimento do dia, o rapaz do estacionamento não conseguiu controlar todos os carros que entraram no local. Estamos providenciando uma cerca para demarcar a área que pode ser utilizada para que esse erro não se repita. (…) Agora a parte da frente sim, pode ser utilizada, pagamos e pagamos caro para poder utilizar o local e não vamos abrir mão de utilizar essa área, pois a utilização desse local agiliza e melhora muito o trânsito da região.” (Lucas Fenoy)

 

Agora precisamos da explicação do Prefeito Evaldo sobre a área ampliada ainda não murada ou como está esse processo de desapropriação na justiça, se já foi concluído.

Artigos da Categoria:
Destaque

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *