Porto Belo, a pior balneabilidade da região

Escrito por

Segundo o portal de notícias O Sol Diário, Porto Belo é a cidade com pior balneabilidade da região. Prefeitura de Porto Belo culpa a chuva pelo desempenho ruim nas análises da Fatma.

Balneabilidade - 2

Em depoimento ao portal, o procurador jurídico da Fundação do Meio Ambiente do município, Adilson Machiavelli, explica que o grande volume de chuva fez com que o lençol freático ficasse elevado, o que dificulta o funcionamento correto dos sistemas de esgotamento individuais dos moradores.

– No ano passado tivemos problema com a seca, por isso não afetou tanto. Neste verão a gente vai reforçar a fiscalização para melhorar a balneabilidade – afirma.

O tão sonhado saneamento básico da cidade ainda está longe de ser resolvido. A mesma matéria menciona que “a falta de saneamento básico na cidade também virou caso de justiça. A prefeitura moveu uma ação contra os antigos gestores do município em função do cancelamento de um convênio com o governo federal para construir a rede de esgoto. Segundo o procurador-geral do município, Valmor Guerreiro Filho, o ex-prefeito foi chamado para dar explicações sobre o que foi construído com os R$ 8 milhões recebidos do governo”.

Vamos aos pontos, quando o Prefeito Evaldo e o Vice Giovanni eram candidatos já sabiam dessa situação. Somente agora, com quase 3 anos de mandato, se manifestaram na tentativa de entrar na justiça contra a administração passada. Nesse jogo de empurra-empurra, os cidadãos de Porto Belo continuarão sem uma solução em médio prazo.

Perequê

Referente à desculpa que o problema é devido ao grande volume de chuva, em 2015, no ponto 03, Foz do Rio Perequezinho, a Fatma realizou 22 avaliações de balneabilidade de janeiro a novembro deste ano. E somente uma avaliação resultou em própria para banho, do dia 28 de abril. As demais 21 avaliações com resultado impróprio aconteceram em maré enchente (quando a altura da maré aumenta), vazante (quando a altura da maré diminui), preamar (nível máximo maré alta) e baixamar (nível mínimo maré baixa), e em dias com chuva: ausente, moderada, fraca e intensa.

Balneabilidade - 27 11 2015 - Rio perequezinho

No ponto 4, Rua Rubens Alves, Perequê, das 22 avaliações realizadas em 2015, cinco estavam imprópria para banho em agosto, outubro e novembro, nas marés: baixamar, vazante e preamar, em períodos de chuvas fraca, moderada e ausente. E durante o período de chuvas intensas foi considerada própria para banho. O recorde de poluição nessa parte da praia foi justamente em período de chuva fraca.

Balneabilidade - 27 11 2015 - Rua Rubens Alves

No ponto 5, Rua Alm. Fonseca Neves, o resultado divulgado pela Fatma em 2015 aponta 15 períodos de Praia Imprópria para banho. E repete a mesma situação de maré dos resultados acima e também ocorreram em períodos de chuvas ausente, franca e moderada.

Balneabilidade - 27 11 2015 - Rua Alm. Fonseca Neves

Centro

No Ponto 01, Rua Manoel F. da S. Neto – ao lado do trapiche, 11 das 22 avaliações foram consideradas imprópria para banho, não importando o tipo de maré e uma das classificações de Própria foi justamente no período de chuva intensa.

Balneabilidade - 27 11 2015 - Rua Manoel F. da S. Neto

No ponto 02, Rua João B. Guerreiro, perto da Igreja Matriz, quatro foram as avaliações de imprópria para banho em 2015, nos meses de janeiro, setembro e novembro. Ocorrendo em período de maré Enchente, Baixamar e Preamar, em períodos de chuva ausente, moderada e fraca.

Balneabilidade - 27 11 2015 - Rua João B. Guerreiro

Na rua Rua Cap. Gualberto Leal Nunes, rua do Banco do Brasil, ponto 6, foram dois períodos impróprio para banho em 2015, nos meses de maio e novembro, em maré vazante e baixamar, em período de chuva moderada e fraca.

Balneabilidade - 27 11 2015 - Rua Cap. Gualberto Leal Nunes

Essas informações contradizem a versão dada pelo procurador jurídico da Fundação do Meio Ambiente do município, Adilson Machiavelli.

[wc_posts author=”” author_name=”” p=”” post__in=”” order=”DESC” orderby=”date” post_status=”publish” post_type=”post” posts_per_page=”10″ taxonomy=”” field=”slug” terms=”” title=”yes” meta_all=”yes” meta_author=”yes” meta_date=”yes” date_format=”M j, Y” meta_comments=”yes” thumbnail=”yes” content=”yes” paging=”yes” size=”large” filtering=”yes” columns=”3″ gutter_space=”40″ heading_type=”h2″ layout=”masonry” template=”borderless” excerpt_length=”30″][/wc_posts]

Comentários

Artigos da Categoria:
Meio Ambiente · Sem categoria

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *