Presidente da Fundação do Turismo desvia do assunto e não responde sobre a falta de transparência

Escrito por

Sobre o post referente aos gastos de mais de R$ 280 mil com músicos, estrutura física e operacionalização de eventos em 2015 e da falta de transparência da Prefeitura de Porto Belo, o Presidente da Fundação do Turismo, Claudio de Souza, preferiu apenas comentar em seu perfil:  “Passeando pela rede, dá orgulho ver até em sítios contrários, fotos de nossos eventos, licitados conforme a Lei 8.666, com todos os alvarás necessários e pagos”. Licitações e pagamento de alvarás não foram  temas do post, porém o gestor preferiu se desviar e não explicou qual retorno desse investimento para o fomento do turismo. A fundação do turismo, muito menos a prefeitura de Porto Belo nunca apresentaram a população se os gastos realizados contribuíram para aumentar a taxa de ocupação dos meios de hospedagem, da demanda nos restaurantes,  do poder de venda do comércio e da geração de emprego e renda. Da mesma forma não informaram qual foi a compensação que os lojistas e restaurantes deram a cidade ao utilizar um espaço, onde somente com locação de 10 cozinhas foram gastos mais de R$ 17 mil no Festa do Camarão. Quanto os restaurantes pagaram para utilizá-las?  Claudio, gostaríamos muito de nos orgulharmos da transparência promovida pela fundação e prefeitura.

 

O Post citado pelo Claudio 

Post - Eventos 2015

 

Abaixo  os detalhes dos gastos realizados no evento Festival do Camarão, mencionado pelo Claúdio.

A terceira edição do Festival do Camarão realizado pela Fumtur – Fundação de Turismo, da Prefeitura de Porto Belo, de 9 a 13 de outubro teve quase 30 horas de programação, o festival contou também com a maior caldeirada de frutos do mar do mundo. Ainda sem dados oficiais, a Prefeitura de Porto Belo estima que  ultrapassou o número de 30 mil pessoas.

Para a realização do evento, nossas pesquisas descobriram um valor parcial de R$ 236.477,78 que inclui músicos, locação de banheiros e cozinhas, limpeza, segurança, palcos, camarins, tendas, gestão e organização, entre outros.

Foram 14 atrações contratadas ao valor de R$ 37.580,00. As duas mais caras foram a Volares Band, com R$ 16 mil em dois dias do evento, e a Banda Malibu,  no valor de R$ 5 mil para uma única apresentação. A duas bandas juntas  representam 56% do total investido com atrações. As 12 restantes estão na faixa de R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil.

As atrações contratadas e os respectivos valores:

Musicos - festival do Camarão

A realização de um evento necessita de mais elementos, da limpeza a locação de palcos e camarins. Assim, chegamos as empresas que participaram da estrutura operacional e física do evento. Nesse quesito, a Prefeitura de Porto Belo gastou  aproximadamente R$ 200 mil. O maior gasto foi com a empresa Casa Moreira Eventos Ltda, promotora do evento e também responsável pela  locação de palcos, tendas, geradores e boxes, com o valor de R$ 139 mil. Na sequência, o serviço de limpeza, com quase R$ 24 mil, segurança ao valor de aproximadamente R$ 20 mil e a locação de banheiros com R$ 15.600,00

Empresas contratadas:

Empresas - Festival do Camarão

CASA MOREIRA EVENTOS LTDA EPP

Casa Moreira Eventos, foi aberta em 2002, localizada em Palhoça, site, dos sócios: Vera Lucia Espindola Moreira e  Eduardo Laercio Moreira.

A licitação em que participou a Casa Moreira Eventos, contou com mais 4 empresas. Porém, três foram desclassificadas ou inabilitadas. Ou seja, somente duas empresas concorreram, a empresa Casa Moreira, citada acima, e a  MDR Produções Ltda ME.

MDJ SERVICOS LTDA – ME

Localizada em Içara, SC, dos Sócios: Sandra Manenti e Simone Manenti Piucco. Das 6 empresa, somente 3 apresentaram condições de participar da licitação: Agentserv Serviços Gerais e Administração Eireli, MDJ SERVICOS LTDA – ME e Prime Service Administradora de Serviços EIRELI.

Serviço de limpeza durante 747 horas, ao valor de R$ 31,74/h, total R$ 23.709,78.

MINISTER SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA

Localizada em Rio do Sul, SC, dos sócios: Ovidio Ricardo Chiquetti e Jorge Goetten de Lima. Site

Participaram da licitação 7  empresas, sendo que somente 3 apresentaram condições de participar da licitação: Agentserv Serviços Gerais e Administração, MDJ Segurança Privada e Vigilância LTDA e Minister Serviços de Vigilância EIRELI.

A empresa Minister venceu  o contrato de  R$ 20.188,oo para 721 horas,  ao valor de R$ 28,00/h. .

ALTO VALE LOCAÇÕES E SERVIÇOS LTDA

Nome Fantasia: Alto Vale Soluções Ambientais,  localizada em Rio do Sul, SC, dos Sócios: Celio Baptista Machado e Danilo da Silva. Site  

Locação de 3 banheiros container por 4 dias: R$ 1.300,00/Unidade/dia. Total R$ 15.600,00

Dos R$ 139 mil cobrados pela empresa Casa Moreira Eventos, os itens com valores mais elevados foram: piso/tablado de 2.000 m² ao valor de R$ 28 mil, uma tenda de R$ 20 mil, grupo de gerador por R$ 18 mil, locação de 10 cozinhas por R$ 17.500, as cozinhas foram utilizadas por restaurantes que serviram diversos pratos, incluindo o tradicional camarão.  A locação da famosa Panela de Ferro custou R$ 12 mil e a mesma quantia foi cobrada para gerir e organizar o evento.

Valores cobrados pela empresa Casa Moreira Eventos:

Licitação - festival do Camarão

Caldeirada de frutos do Mar

Caldeirada de Frutos de Mar Foto: Reprodução Facebook PMPB

Segundo o Presidente da Fumtur, Claudio Souza, e o Prefeito, Evaldo Guerreiro,  esse evento tem como objetivo combater a sazonalidade da demanda turística e assim contribuir para fomentar o turismo na cidade. Porém, desde a primeira edição a Prefeitura não divulga informações oficiais se esses objetivos foram alcançados. Por exemplo, qual é o crescimento da taxa de ocupação dos meios de hospedagem nesse período comparado com anos anteriores? Qual a repercussão desse evento no movimento do comércio que se localiza no centro da cidade?

Cabe a nós cidadãos, além de torcer para que tais objetivos sejam alcançados, acompanhar se o investimento traz retorno para a cidade ou somente para as empresas contratadas, músicos e o comércio fixado no espaço destinado ao evento. Você concorda com o Prefeito Evaldo e o Secretário Cláudio, que o Festival do Camarão atrai receita ($) para Porto Belo que justifique esse gasto?  De que outra forma o valor de R$ 236.477,78 poderia ser usado para fomentar o turismo em Porto Belo? E qual vereador assumirá o papel de fiscalizador e nos trará informações sobre o retorno desse evento?

 

Claudio Souza - 2

Presidente da Fundação do Turismo, Claudio Souza. Fonte: Reprodução Facebook

Artigos da Categoria:
Turismo

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *